Informações Úteis

Viajar pela primeira vez é uma experiência inesquecível. Veja as dicas abaixo para aproveitar ao máximo sua primeira vez – e querer repetir.

Você é turista – e deve se comportar como tal.

Isso significa ter respeito aos costumes e tradições do lugar visitado, por mais incomuns que sejam. Comprar uma viagem para o país não significa comprar o país. E para quem mora lá, é um dia comum. As férias valem só para você. Para resumir: você não acha horrível quando estrangeiros vêm para o Brasil e se comportam mal? A recíproca é verdadeira.

Você é turista – e isso é evidente.

Por mais que você se sinta cidadão do mundo, é fácil perceber que você é turista em um país estrangeiro. Por isso, desconfie de abordagens que tratam você como um local. Por mais que massageie seu ego, são geralmente o começo dos mais variados golpes.

Você é turista – e não deve baixar a guarda.

Os brasileiros costumam achar que no Brasil existe muita insegurança. E, por oposição, que o resto do mundo é mais seguro. Mas a verdade é que existem malfeitores em todo o mundo. Por isso, sempre se deve cuidar muito bem de dinheiro e documentos. Uma boa política é tomar lá os mesmos cuidados que você toma aqui !


Você é turista – e quer aproveitar ao máximo
.

Para isso, vale a pena se informar previamente das principais atrações dos lugares que irá visitar. Festivais e espetáculos também podem ser um benefício extra à sua viagem.


Você é mais que um turista – é um embaixador
.

A imagem do Brasil no exterior é formada pelo conjunto de todos os turistas que visitam o estrangeiro. Dê a sua contribuição, deixando uma boa impressão.


Para viajar, todo passageiro precisa portar um documento.

Em viagens internacionais: o documento padrão é o PASSAPORTE, emitido pela polícia federal (http://www.dpf.gov.br). Ele é válido para viagens a qualquer país do mundo. No entanto, para viagens à Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile, é possível utilizar o RG brasileiro. Mas, assim como nas viagens nacionais, ele deve ser original, estar bem conservado e ter no máximo dez anos de emissão.

Cada passageiro deve possuir seu próprio documento, inclusive menores de idade.

Em viagens nacionais: basta o RG, em bom estado de conservação. Atenção para o RG de crianças: elas mudam muito em poucos anos. Então, verifique se a foto da identidade está semelhante à criança. Caso contrário, recomenda-se que o documento seja atualizado.

Apesar de algumas carteiras profissionais serem aceitas como substituto do documento de identidade, elas não servem para viajar. Use o RG – ele é o único 100% aceito. Atenção: o documento deve ser original. Cópias, mesmo autenticadas, não são aceitas. Para saber como tirar ou renovar seu RG acesse:
http://domino.sp.gov.br/ug960162.nsf/webframepai?opennavigator

Carteira de Motorista: para locação de automóveis no exterior, o condutor deverá portar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) permanente e em período vigente, bem como, a Carteira Internacional de Habilitação (IDL – International Driver’s License). Em alguns países a exigência das duas certificações poderá ser obrigatória e em outros não. Para garantir uma viagem tranquila, recomendamos que levem sempre ambas, além do passaporte.

Acesse a página para solicitar a Carteira Internacional de Habilitação
http://www.detran.rj.gov.br/_documento.asp?cod=4646


Providências que devem ser tomadas nos meses que antecedem a viagem:

  1. Documentação:
    • PASSAPORTE para qualquer viagem internacional): verificar se tem pelo menos seis meses de validade após a data de retorno da viagem.
    • RG (em viagens nacionais, ou para Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile): verificar se está em bom estado, de emissão recente.
  2. Vistos: verificar se é necessário. Se for, solicitar na embaixada ou consulado.
  3. Vacinas: verificar se é necessário. Se for, tomar com pelo menos dez dias de antecedência.
  4. Autorização para menor: necessário se viajando desacompanhado de um ou dos dois pais.
  5. Seguro: Aconselhamos sempre aos nossos passageiros a fazer o seguro de viagem, mesmo que não seja obrigatório.


Na semana que antecede a viagem, devem ser reunidos:

  1. Passagem aérea.
  2. Vouchers: de hotel, de carro, de transfer, de passeios.
  3. Dinheiro: em moeda estrangeira ou em cartões de crédito internacionais.
  4. Documentos: passaporte / RG, vacinas, vistos, autorizações, seguros.
  5. Bagagem:
    • bagagem a despachar: verifique junto a companhia aérea que irá utilizar, qual a quantidade de malas e o peso permitido em todas as etapas da viagem.
    • bagagem de mão: verifique as dimensões e peso permitidos e produtos proibidos pelas normas de segurança.
    • verifique as condições do tempo para definir as roupas que irá levar.
    • sempre leve algumas peças de vestuário em sua bagagem de mão para o caso de haver alguma situação imprevista.
    • verifique se está levando todos os acessórios dos equipamentos que pretende utilizar na viagem: baterias, cabos, chips de memória, adaptadores etc.
    • verifique se os documentos, os vouchers e valores estão na bagagem de mão.


No dia da viagem, tudo deve estar pronto. Só duas providências a tomar:

  1. Verificar se não se esqueceu de pegar todos os documentos, autorizações, bilhetes aéreos, vouchers e dinheiro.
  2. Apresentar-se no balcão da companhia aérea (aeroporto) para o check in, com no mínimo três horas de antecedência do horário previsto para a partida do vôo (embarques internacionais) ou duas horas de antecedência (embarques nacionais).

Central de Atendimento (21) 4126-4396 / WhatsApp 96401-4648